DANOPOL HS 1.5

Lâmina sintética à base de PVC plastificado.
Variações de produtos:
Estanquidade à água
EPD S-P-00691 EPD S-P-00691
ETE 10/0054 ETE 10/0054
DANOPOL HS 1.5 é uma lâmina sintética à base de PVC plastificado , fabricado mediante calandrado e reforçado com uma armadura de malha de fibra de poliéster. Esta lâmina é resistente à intempérie e aos raios U.V. (ultra-violetas).

Aplicação

  • Impermeabilização de canais (EN 13362).
  • Impermeabilização de coberturas tipo deck com sistemas de fixação mecânica, edifícios terciários ou industriais (EN 13956).
  • Impermeabilização de represas e barragens (EN 13361).
  • Impermeabilização contra fluidos na construção de túneis e estruturas subterrâneas (EN 13491).

Vantagens e benefícios

  • Boa absorção dos movimentos estruturais.
  • Elevada resistência à tração.
  • Elevada resistência à penetração.
  • Soldagem fácil com ar quente ou solvente THF.
  • Elevada elasticidade.
  • Elevada resistência de arrancamento.
  • Permite adaptar-se a qualquer tipo de geometria.
  • Resistente aos raios ultravioleta.
  • Sistema com Declaração Ambiental de Produto (EPD), rótulo ecológico tipo 3.
  • Sistema fixado com fixação metálica, plástica ou por indução.

Suporte

  • Azulejos
  • Cobertura metálica tipo deck.
  • Betão.
  • Impermeabilização existente.
  • Argamassa.
  • Painéis de isolamento.
  • Suportes de madeira.

Modo de Aplicação

Preparação do substrato:
  • A superfície do suporte base deverá ser resistente, uniforme, lisa, estar limpa, seca e isenta de objetos estranhos. Em caso de isolamento térmico, as placas são colocadas em matajuntas e nenhuma separação entre as placas de 1 mm.
  • Como camada de separação ou de proteção utilizar-se-ão geotêxteis de poliéster, tipo Danofelt PY 300 ou superior.
  • Antes da emissão da membrana, a fixação mecânica perfis Colamine tanto face a horizontal e vertical.
  • O perfil da grade horizontal instalado o mais próximo à esquina e nunca mais será a uma distância superior a 20 cm da confluência ou reunião. No perfil vertical é estabelecido de modo que a membrana de levantar um mínimo de 20 cm acima da superfície do pavimento. A membrana é soldada ao perfil do plano horizontal. Posteriormente, um grupo de soldados da folha para o perfil da face vertical, e as sobreposições e as soldas na membrana da horizontal. A impressão na face posterior vertical deve ser, nesta solução, as mesmas características do plano horizontal.
  • A articulação entre o perfil fixado à parede eo trabalho upstream sempre vedados com massa elástica e podridão.
  • Singular Pontos:
  • No encontro da cobertura com o paramento vertical e elementos emergentes que atravessam a membrana, esta deve subir pelo menos 20 cm acima do nível da cobertura acabada, ou uma altura mais alta, se necessário,de forma a que a borda superior da membrana esteja sempre acima do nível máximo de água previsível na cobertura. Para melhorar esteticamente o acabamento nesses pontos, pode aplicar PVC GLUE-DAN, para aderir a membrana ao paramento vertical. Para melhorar a estética do revestimento sobre estes pontos, você pode usar uma fita adesiva, GLUE-DAN DAN , a aderir à chapa vertical. 
  • Quando a altura da platibanda não exceder 20 cm, ou se não existir platibanda perimetral, a entrega a estas platibandas ou cantos da lage, pode ser executada através de um perfil colaminado, Colamine perfil C (com gotejamento tiro ângulo borda) para pegar do lado de fora da frente como uma borda do gotejamento. Este perfil está definido para a parede por asa horizontal, que terá uma largura superior a 6 cm, com âncora localizados a distâncias inferiores a 25 cm. A membrana é soldada ao perfil colaminated folha, de modo que a cabeça dos parafusos estão escondidos.
    Colocação da camada de impermeabilização:
  • A membrana é colocado perpendicularmente à linha de inclinação máxima da cobertura. A fixação ao suporte estrutural deve ser alcançado mediante a fixação mecânica. A ligação entre as camadas, ser feita por soldagem termoplástica com soldador de ar quente. As voltas será de pelo menos 10 cm. para cobrir a fixação mecânica e soldagem da folha de fundo com a parte superior deve ser pelo menos 4 cm. Imediatamente após a soldagem da junta vai ser pressionado com um rolo, garantindo uma união homogénea. Para verificar se as junções fará a verificação física utilizando uma agulha de metal fechado (com ponta arredondada com um raio de 1 mm e 3 mm), passando ao longo da borda do sindicato.
  • Os cilindros são dispostos sobre o suporte solto impermeabilização (isolamento de idade ou impermeabilização, se a reabilitação), começando com o ponto mais baixo da aba da tampa e perpendicular à linha de inclinação máxima da cobertura, formando uma linha de chapa.
  • Durante a instalação, a cara serigrafiada da membrana deve permanecer a intempérie.
  • É mecanicamente fixada na área de sobreposição longitudinal será posteriormente coberto com a próxima linha da folha (deck superior). A distância entre a borda da arruela fixação na borda da lâmina será maior do que 1 cm.
  • Ter a implantação da próxima linha de soldadura da sobreposição, onde estão localizadas as ligações. A colocação das placas deve ser tal que não se sobrepõem cada linha transversal ser alinhada com uma das linhas adjacentes.
  • É fixados mecanicamente roll da próxima linha na outra extremidade, com as mesmas hipóteses acima descritas. Nenhum âncora linha deve ser localizado a mais de dois metros de sua contíguos.
  • A fixação mecânica, juntamente com a membrana de impermeabilização são fixos, individualmente ou simultaneamente, as camadas inferiores, tais como barreira de vapor, isolamento, etc.
  • Anexos das lâminas no perímetro da cobertura devem ser alinhados paralelamente a este. 
  • Não se juntar a mais de três lâminas em um único ponto.
  • No tees (três lâminas interceptam em um ponto) é chanframento a folha inferior para evitar vazamento capilar ou de revisão com o soldador de ar quente.
  • O vértice do ângulo entre as arestas transversais e longitudinais da parte superior é cortada em uma curva.

Manuseamento, armazenamento e conservação

  • O produto deve ser armazenado em local seco e protegido da chuva, sol, calor e baixas temperaturas.
  • Este produto não é tóxico ou inflamável.
  • Manter a tela na embalagem original, na posição horizontal e todos os rolos paralelos (nunca cruzados), em cima de um suporte plano e liso.

Aviso

  • As informações contidas neste documento e qualquer outro conselho dado são fornecidos de boa fé, tendo por base o conhecimento e experiência dos produtos da DANOSA sempre e quando sejam devidamente armazenados, tratados e aplicados, em situações normais e de acordo com as recomendações da DANOSA. A informação aplica-se unicamente ao (s) campo (s) de aplicação e ao (s) produto (s) expressamente identificados. No caso de alterações nos parâmetros ou pressupostos relativos à aplicação, ou no caso de um campo de aplicação diferente ao identificado, consulte o Departamento Técnico da DANOSA antes de usar os produtos DANOSA. As informações aqui contidas não liberam a responsabilidade dos agentes de construção de testar os produtos para a aplicação e uso previsto, bem como da sua correta aplicação de acordo com a regulamentação legal vigente. As imagens dos produtos utilizadas em nossas comunicações são indicativas e podem diferir ligeiramente na cor e na aparência estética em relação ao produto final.As encomendas serão aceitas de acordo com os termos das nossas Condições gerais de venda.A DANOSA reserva-se ao direito de modificar, sem aviso prévio, os dados refletidos nesta documentação.Website: www.danosa.com E-mail: info@danosa.com Telephone: +34 949 88 82 10

Apresentação

  • Comprimento (cm): 1500
  • Largura (cm): 180
  • Espessura (mm): 1,5
  • Classe logistica: (A) Produtos em stock, disponibilidade imediata
  • Código de produto: 210033
DANOPOL HS 1.5

Dados técnicos

Conceito Valor Norma
Alongamento à rotura longitudinal (%) > 100 -
Alongamento à rotura transversal (%) > 110 -
Comportamento do fogo externo Broof (t1) - Broof (t3) - Broof (t4) EN 13501-5
Densidade (kg/m³) 1266 -
Estabilidade dimensional longitudinal e transversal < 0.3 EN 1107-2
Fator de resistência à humidade 47.000 ± 30% EN 1931
Massa nominal (kg/m²) 1.9 -
Permeabilidade ao vapor de água 47.000 ± 30% EN 1931
Flexibilidade a baixa temperatura (ºC) < -30 EN 495-5
Reação ao fogo E EN 13501-1
Resistência à carga estática (kg) > 55 EN 12730 Método B
Resistência à penetração de raízes Pasa EN 13948
Resistência à tracção longitudinal e transversal (N/5cm) > 1100 / 1000 EN 12311-2 Método A
Resistência ao rasgamento longitudinal (N) > 250 -
Resistência ao rasgamento transversal (N) > 250 -
Resistência das sobreposições (Corte das sobreposições) (N/50mm) > 950 EN 12317-2
Resistência das sobreposições (Pelagem da sobreposição) (N/50mm) > 250 EN 12316-2
Substâncias perigosas PND -

Dados Técnicos Adicionais

Conceito Valor Norma
Defeitos visíveis Pasa EN 1850-2
Espessura mínima nominal 1.5 (-5%; +10%) EN 1849-2
Massa (kg/m²) ~ Norma EN 1849-2 -
Massa (kg/m²) 2,0 (-5%; +10%) -
Perda de alongamento à ruptura (UV 5000 h) (%) < 10< 10 EN 1297, EN 12311-2EN 1297, EN 12311-2
Perda de plastificantes (variação de massa em 30 dias) (%) < 4.5 EN ISO 177
Nivelamento (mm) < 10 EN 1848-2
Retidão (mm) < 50 EN 1848-2
Resistência a granizo (suporte suave) (m/s): 50 EN 13583
Resistência a granizo (suporte rígido) 28 EN 13583-2012
Resistência ao punçoamento estático (N) > 1200 UNE 104416 (b)

Informação ambiental

Conceito Valor Norma
Conteúdo reciclado posterior ao consumidor (%) NDP -
Conteúdo reciclado prévio ao consumidor (%) NDP -
Local de fabrico Fontanar -
Olá! Precida de ajuda?
Agende uma reunião connosco 😉
Scroll to Top